Missa na Catedral abre Sínodo dos Bispos

Sarau de Natal acontece nesta sexta-feira em União da Vitória
8 de dezembro de 2021
Colisão frontal na BR-280 deixa três pessoas feridas
14 de dezembro de 2021

Missa na Catedral abre Sínodo dos Bispos

Nesta sexta-feira, 10 de dezembro, a Diocese de União da Vitória realiza a Missa de Abertura do Sínodo. A missa será na igreja Catedral, em União da Vitória, às 19, e reunirá o clero da Diocese, lideranças leigas de movimentos, pastorais e organismos diocesanos, religiosos, seminaristas e povo em geral.

O Sínodo dos Bispos foi um pedido do Papa Francisco, e começou a ser realizado neste ano em sua 1ª Fase, nas Dioceses de todo o mundo. A 2ª Fase se dará a partir do 2º semestre de 2022 com as Conferências Continentais; e sua conclusão em outubro de 2023, em Roma, no Vaticano, sendo esta a 3ª Fase (Universal). O tema do Sínodo é: “Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. O Papa tem afirmado que o “caminho da sinodalidade é o caminho que Deus espera da Igreja do Terceiro Milênio”. Sinodalidade é caminhar juntos, em comunhão.

A 1ª Fase propõe uma missa de abertura em cada Diocese; ampla divulgação e preparação do povo com informações sobre o Sínodo; e a formação de uma Equipe para realizar as consultas ao povo sobre questões que o Papa pretende ouvir, e sintetizar os resultados a nível de Diocese.

A consulta pretende colher a contribuição de todas as pessoas envolvidas na Igreja, em Movimentos, Pastorais, Organismos, bem como ouvir membros de Entidades da sociedade civil, não esquecendo os diversos grupos que compõem a sociedade, e que possam ajudar a Igreja e pensar caminhos para melhor dialogar e caminhar. O Sínodo conta com a boa vontade de todos.

Na escuta ao povo, a questão fundamental que Francisco deseja saber é como a Diocese caminha em conjunto no processo Sinodal de evangelização? E, que passos o Espírito de Deus inspira a dar, para crescer e caminhar juntos.

Dentro destas questões, o convite é refletir em eixos como: Quem caminha junto e quem está fora do caminho?; Como se promovem a fala, as expressões de opinião; como as celebrações ajudam a engajar as pessoas; como está a abertura ao diálogo com a sociedade. Quais lugares a favorecem? Quais atividades são promovidas? Como está o diálogo entre as religiões cristãs; quais métodos são usados na tomada de decisões; como acontece a formação para gerar uma Igreja que caminha junto?

 

Documento Preparatório

Em setembro deste ano, a Secretaria Geral do Sínodo divulgou o Documento Preparatório e o “Vade-mécum” do Sínodo, que oferecem apoio prático às pessoas ou à equipe diocesana de contato, designadas pelo bispo para preparar e reunir o Povo de Deus de modo que torne possível a contribuição com sua experiência na Igreja Local.

A ideia é que as dioceses extraiam ideias destes documentos, porém também tenham suas próprias circunstâncias locais como bases. Podem ser encontrados caminhos novos e criativos para trabalhar juntos entre paróquias e dioceses, a fim de levar o Processo Sinodal a dar frutos.

 

Entenda a Sinodalidade – Ouvir o Espírito

O tema da Sinodalidade propõe a todo povo de Deus refletir sobre a forma de se compreender como Igreja hoje. A participação e o caminhar juntos indicam a compartilhada missão evangelizadora que cada batizado deve assumir.

O Sínodo diz respeito aos bispos, no seu serviço de presidir as Igrejas Particulares, mas também implica os demais membros dela, de modo a valorizar a participação de todo o Povo de Deus, numa dinâmica participativa que promove a corresponsabilidade de todos e valoriza os carismas do povo de Deus

Em um evento da diocese de Roma realizado no dia 18 de setembro, Francisco disse que “a sinodalidade expressa a natureza da Igreja, sua forma, seu estilo, sua missão”.

Francisco recordou o tema sustentado em três pilares: “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”, e as três fases que ocorrerão de outubro deste ano até outubro de 2023. “Este itinerário foi concebido como um dinamismo de escuta mútua, Quero sublinhar: um dinamismo de escuta recíproca, realizado em todos os níveis da Igreja, envolvendo todo o povo de Deus”, disse o Papa.

Assim, Francisco faz uma indicação para o caminho sinodal: “Se não houver Espírito, será um parlamento diocesano, mas não um Sínodo. Não estamos a fazer um parlamento diocesano, não estamos a estudar isto ou aquilo, não: estamos a percorrer um caminho de escuta e escuta do Espírito Santo, de discussão e também de discussão com o Espírito Santo, que é uma forma de orar”.

Uma Igreja sinodal é sacramento da promessa (sinal eficaz) de que o Espírito Santo estará com ela, “cultivando a intimidade com o Espírito e com o mundo vindouro”.

Serviço:

– Missa de Abertura do Sínodo

– Local: Igreja Catedral, de União da Vitória – PR

– Horário: 19h.

– Presidência: Dom Walter Jorge, bispo diocesano, concelebrada pelos demais membros do Clero da Diocese.

– A celebração é aberta a todos, sendo respeitado o uso de máscaras e álcool em gel.

Texto: Assessoria de Comunicação.