Vereadores reprovam por unanimidade em primeira votação reforma da previdência

Bombeiros são homenageados em Sessão Solene
19 de abril de 2022
Paula Fernanda deixa direção da 6º Regional de Saúde
2 de maio de 2022

Vereadores reprovam por unanimidade em primeira votação reforma da previdência

Com casa cheia e por unanimidade de votos, vereadores de União da Vitória reprovaram o projeto sobre a reforma da previdência dos servidores públicos municipais. A votação aconteceu na noite de segunda-feira,18, durante sessão do legislativo.

O projeto de lei complementar apresentado pelo executivo de número 01/2022 sobre o plano de benefícios do regime próprio da previdência social de União da Vitória foi o assunto mais importante tratado na noite. Em votação histórica, vereadores reprovaram por unanimidade o projeto que foi alvo de protestos desde a primeira sessão do ano de 2022.

De início, servidores públicos já estavam concentrados em frente a câmara desde 18h para acompanharem de perto a votação do projeto. Ao abrir para discussão durante sessão, 11 dos 13 vereadores usaram a palavra para justificar seu voto. Os edis ressaltaram que em respeito ao funcionário público municipal e também pela falta de negociação com o executivo, rejeitaram o projeto.

A votação foi aplaudida de pé por todos os servidores e munícipes que acompanharam presencialmente a sessão.

Por fim, a vereadora Thays Bieberbach ressaltou a necessidade da abertura da CPI do Fumprev, “A votação de hoje foi uma vitória para o servidor público, mas é necessário a abertura da CPI. Essa conta não é dos servidores, os culpados precisam ser responsabilizados” finalizou a vereadora.

Sobre o assunto, o presidente da casa, Cordovan de Melo Neto, afirmou que são mais de 3 mil páginas de documentos para ser analisadas e este estudo já teve início por parte do legislativo.

O projeto de lei 16/2022, também bastante discutido, de autoria dos vereadores André Henik e Júlio Pires Filho, que trata sobre a declaração de anuência para fornecimento de energia elétrica em propriedades localizadas em área rural de União da Vitória, também foi votado e aprovado por unanimidade em primeira votação e discussão. Na próxima semana o projeto segue para votação final.